Evanescence

Evanescence entre as Bandas mais Bem Sucedidas no Facebook

A revista alemã Metal Hammer fez um ranking com as 66 bandas de rock mais bem sucedidas do Facebook, e o Evanescence ficou em 11º lugar com 15.976.149 likes:

1    Linkin Park    45.316.120
2    The Beatles    29.301.920
3    Metallica    26.988.827
4    Green Day    25.201.488
5    AC/DC    21.256.959
6    Pink Floyd    19.580.866
7    Bon Jovi    18.478.936
8    Guns N' Roses    18.034.065
9    Nirvana    17.359.098
10    Queen    16.363.695
11    Evanescence    15.876.894
12    Nickelback    14.499.713
13    System Of A Down    13.904.899
14    Muse    13.659.694
15    U2    13.033.027
16    Slipknot    12.315.628

Lista Completa





icone do Facebook icone do Twitter
 

A despedida da turnê brasileira do Evanescence

 

Um público estimado em 25 mil pessoas se despediu da turnê brasileira do Evanescence ontem, em Fortaleza. O grupo foi a atração principal da noite de encerramento do Ceará Music, na Arena do Hotel Marina Park e recebeu a maior plateia em toda a turnê pelo Brasil. Foi também a primeira vez de Amy Lee e seus companheiros na cidade, e a segunda no Nordeste (na quinta, o grupo tocou no Recife).
Em clima de despedida, Amy Lee agradeceu em inglês a temporada no país. "Obrigada por fazer o Brasil uma segunda casa pra gente".
Além das declarações de amor aos fãs brasileiros, Amy Lee homenageou o país na última apresentação com um figurino de uma saia de tule com brilho nas cores verde e amarelo, o mesmo usado no show em Sâo Paulo no dia 7 de Outubro. Em português, a cantora repetiu algumas vezes "obrigada" e "Fortaleza". Logo nos últimos momentos do show ela disse "esse é o nosso último show no Brasil por um tempo" o que ao menos deixa uma ponta de esperança de um retorno da banda!

fontes: Rock em Geral  e G1

Setlist do show
What You Want
Going Under
The Other Side
Weight of the World
Made of Stone
Lithium
Lost in Paradise
My Heart Is Broken
Whisper
Oceans
The Change
Call Me When You’re Sober
Imaginary
Bring Me to Life
Bis
Your Star
My Immortal

Agora é torcer para que esse, de fato, não seja o último show do Evanescence no Brasil!
E você, acha que o Evanescence pode mesmo acabar?

 

Vídeos da passagem da banda por Recife

Ainda sobre o show no Recife, temos mais dois vídeos que saíram no site da globo dos jornais regionais. 

O NETV fala sobre o pré show, os fãs na porta do hotel e mostra até uma mini entrevista com o Tim, assista:

O Bom dia PE fala sobre o pós show, mostra imagens dos fãs na porta do Chevrolet Hall e no final alguns trechos da apresentação. Assista:

  fontes: NETV e Bom dia PE

 

 

"Evanescence faz a festa dos roqueiros em Olinda"

 

 "Com 20 minutos de atraso, o Evanescence abriu o show  com o novo hit What You Want, emendando com a favorita Going Under, um dos seus primeiros sucessos. A vocalista, Amy Lee garantiu o tão esperado som pesado do rock com sua voz doce e potente durante cerca de uma hora e meia de apresentação. O repertório de 17 músicas mesclou faixas do novo albúm com músicas que não saem de moda.

Durante todo o show a princesinha do rock carregou a brandeira do Brasil pendurada em um braço. Amy arriscou o português para agradecer a presença do público balbuciando “obrigado” e encerrou o show com o clássico My Immortal, sentanda ao piano, levando, desta vez, também a bandeira de Pernambuco.  "

fonte Diário de Pernambuco
foto Blog Social 1
Obs. Foram feitas algumas correções no texto!

O Setlist foi praticamente o mesmo do show de São Paulo, só foi colocada Lacrymosa no lugar de Oceans:

"What You Want"
"Going Under"
"The Other Side"
"Weight Of The World"
"Made of Stone"
"Lithium"
"Lost In Paradise"
"My Heart IOs Broken"
"Whisper"
"Lacrymosa"
"The Change"
"If You Don't Mind"
"Call Me When You Sober"
"Imaginary (Origin Version)"
"Bring Me To Life"
Bis:
"Disappear"
"My Immortal"

(EDIT) A cantora Marina Elali conheceu a banda no Chevrolet Hall e essa foto foi divulgada pelo Blog Social 1.

 

 

Amy Lee sobre os brasileiros em entrevista: "São os fãs mais incríveis do mundo"

Foto: Flavio Moraes/G1

Foto: Flavio Moraes/G1

Amy deu uma entrevista pela internet para a TV Verdes Mares, que foi postada no site G1, e falou de vários assuntos, sobre os fãs brasileiros, sobre sua música preferida da banda, sobre a turnê, entre outros.

Destacamos algumas falas de Amy:

São os fãs mais incríveis do mundo

 

É muito difícil. As músicas representam diversos sentimentos, partes minhas. Amo as canções de maneiras diferentes

 

No final da entrevista, Amy manda um recado para os fãs de Fortaleza, que se encontram com a banda neste sábado, dia 13, no Ceará Music Festival:

Obrigada de todo o coração! Nós amamos muito vocês. Mal podemos esperar estar em Fortaleza, Ceará Music Festival, no sábado

 

Para conferir a matéria na íntegra, clique aqui.





icone do Facebook icone do Twitter
 

MixTV entrevista Amy Lee em S√£o Paulo

A repórter Marina da MixTV fez uma entrevista com a Amy Lee no espaço das Américas, em São Paulo, antes do show no último domingo, 07 de Outubro. 

Nessa entrevista a Amy fala um pouco sobre as dificuldades no Rock in Rio, sobre a pausa que a banda fará quando acabar a turnê no Reino Unido e muito mais, assista no player abaixo.

 

 

RJ: emociona plateia

Confiram a resenha que saiu no site Rock em Geral:

Despedida

Em fim de turnê, Evanescence mostra grande forma e emociona plateia, antes de entrar em anunciado recesso. Fotos: Luciano Oliveira.  

Uma imagem tocante. Amy Lee se senta para tocar piano bem na frente do palco e faz o pedido especial para que todos cantem junto – “sei que vocês vão cantar de uma forma ou de outra” – o sucesso “My Immortal”. Uma chuva de papel picado cai sobre a plateia, que aos berros, é tomada pela emoção, quando a banda toda entra, no gás. Era o fim da apresentação do Evanescence, ontem, na cheia HSBC Arena, no Rio. Mais que isso, o tom era de despedida, dadas as últimas notícias (leia aqui) que apontam para um novo e indeterminado recesso da banda.

Uma pena. Porque no show de ontem é que esse novo Evanescence, cuja formação se configurou para o lançamento do terceiro álbum e se consolidou durante a turnê, mostrou que está realmente afiado. A diferença entre o show do Rock In Rio, um dos primeiros da turnê, há um ano, e o desta sexta, é brutal. A banda insegura, com vocalista hesitante ao mostrar as novas músicas se foi, e deu lugar a um grupo coeso que teve uma evolução monstruosa, daquelas que só o palco e a estrada podem dar. “Rodamos o mundo todo desde que estivemos aqui, no ano passado. É muito bom estar de volta em casa”, disse a animada Amy Lee, antes de mandar “The Other Side”. A música recebe um renovado trabalho de guitarras de Troy Mclawhorn e revela uma cozinha pesadíssima, capitaneada, sobretudo, pelo batera Will Hunt, em grande forma.

O repertório do show foi o mesmo da apresentação de Porto Alegre (veja aqui), que marcou o início dessa turnê pelo Brasil, com a ordem das músicas sendo alterada. O roteiro prevê, no primeiro terço do show, a colocação do piano no meio do palco, quando se destaca a dobradinha “Lost In Paradise”/“My Heart Is Broken”. A primeira, omitida da última vez, supera o limiar do brega e realça a performance vocal de Amy Lee; é de impressionar como a mocinha mantém a afinação, tanto nas partes mais arrojadas quanto nas mais suaves. Na segunda, de refrão pegajoso, é o público quem aparece, erguendo balões vermelhos em forma de coração que são estourados após o término da música. Em cada braço da vocalista uma bandeira, uma do Brasil e outra da Argentina, fichinha perto da saia com bandeiras de vários países, como se fosse o pátio da ONU.

Sete músicas do novo álbum (resenha aqui) foram incluídas no set, com a troca de “Sick” por “Oceans”, em relação ao show do Rock In Rio (veja como foi). O que não precisaria ser feito, caso o show se estendesse um pouco mais; convenhamos que uma hora e 20 minutos é pouco para quem tem uma carreira de sucesso como a do Evanescence. A compensação do vem com a intensidade com que as músicas são apresentadas. A prova disso está na própria “Oceans”, cuja evolução instrumental é grandiosa, causando surpresa até para fãs de longa data, que não se furtaram e cantar cada verso da letra, mesmo sob o peso cavalar imposto pela banda. A base pesada do guitarrista Terry Balsamo, escorado pelo baixista Tim McCord marcou a apresentação, graças à boa qualidade do som, uma constante, aliás, nos shows da Arena.

A tal música nova, “If You Don’t Mind”, uma das sobras do álbum “The Open Door”, de 2006, mal encaixada no bis, era para ser o destaque, mas pense: se nunca foi tocada, não deve ser lá grande coisa. Valeu a intenção de trazer algo inédito para o Brasil, mas a canção passou batida e poderia tranquilamente dar lugar a outra. Há sempre aquelas que fazem falta, ainda mais quando a banda tem a mania e fazer shows curtos; em 2007, no Rio Centro, também foi assim (relembre). Não dava para pensar nesse tipo de coisa, no entanto, com a porrada em que se transformou “Going Under”, a segunda da noite”; no refrão de “Whisper”, outra renovada pelo grande momento da banda; ou ainda no blockbuster “Bring Me to Life”, cantada a plenos pulmões, já no encerramento. Nem a melancolia do bis, em tom de adeus, maculou um noite para ser anotada no caderninho.

Set list completo
1- What You Want
2- Going Under
3- The Other Side
4- Weight of the World
5- Made of Stone
6- Lithium
7- Lost in Paradise
8- My Heart Is Broken
9- Whisper
10- Oceans
11- The Change
12- Lacrymosa
13- Call Me When You’re Sober
14- Imaginary
15- Bring Me to Life
Bis
16- If You Don’t Mind
17- My Immortal

 

Ouça If You Don't Mind com a letra

Finalmente uma versão com áudio melhor de If You Don't Mind saiu! Abaixo o vídeo com a letra, para o pessoal decorar e, para os que terão a chance, cantar nos shows de Recife e Fortaleza!
 

Aqui está a tradução:

Onde está a luz?
Matou meu dia
Perdida na escuridão de suas formas
Desperdiçou minha energia,
A empatia,
Com sua doce mentira

Querido, se você não se importa
Eu gostaria de viver sozinha
E eu vou sobreviver
E se você não se importa
Eu gostaria de escapar
E deixar seu mundo pra trás 

Inseguro e não tão certo
Você não está simplesmente fingindo algo
Nós suportamos nosso último dia
E não podemos evitar a dor

Querido, se você não se importa
Eu gostaria de viver sozinha
E eu vou sobreviver
E se você não se importa
Eu gostaria de escapar
E deixar seu mundo pra trás

 

Em São Paulo, Evanescence faz um dos melhores shows de sua história

Todos sabem que, apesar de ser uma banda sensacional, o Evanescence tem alguns defeitos. No show que fizeram ano passado, no Rock In Rio, essas pequenas falhas se tornaram bastante evidentes. O nervosismo de Amy Lee estava muito visível, e houve uma série de erros, desde as desafinadas até a calibragem da guitarra. Mas quem estava no show de São Paulo neste domingo não viu absolutamente nada disso. Muito pelo contrário, o Evanescence fez uma performance impecável, sem erros, PERFEITA.

O vocal de Amy Lee nunca esteve tão potente, o Will destruía na bateria como de costume, e o Tim, Terry e Troy faziam seu espetáculo à parte. Os sucessos da banda, como What You Want, Going Under e Bring Me To Life tiraram todo mundo do chão, e o Espaço das Américas tremeu.

Como havia acontecido em Porto Alegre e no Rio de Janeiro, o Evanescence tocou sua música inédita, If You Don't Mind. "Nós guardamos essa música por sete anos e não poderíamos pensar num lugar melhor para tocá-la do que o Brasil", disse Amy, apaixonada como sempre pelo nosso país. Depois de os fãs cantarem todas as músicas, não deixando uma palavrinha sem o coral da multidão ao fundo, ela gritou em alto e bom som: "Não existem fãs em nenhum lugar no mundo como os fãs do Brasil!" E completou, quase ao fim do show: "You guys are SO FUCKING AMAZING!". 

O Evanescence costuma ser uma banda muito técnica, se prendendo ao set-list bolado para uma turnê e seguindo-a até o fim. Mas em São Paulo algo diferente aconteceu. Após a suposta última canção, Bring Me To Life, os fãs, como de costume, começaram a gritar para a banda voltar. Mas depois só se ouvia o coro: "Disappear! Disappear! Disappear!"

Amy voltou para o palco. "O que vocês disseram antes?" "Disappear!", o publico gritava. "Acho que não ouvi direito, o que vocês estavam gritando?" - "Disappear!". E as guitarras explodiram, dando início à canção que o público pediu, e o Evanescence atendeu.

Ao final, uma das canções mais marcantes da banda, My Immortal. "Essa canção é dedicada a vocês, Brasil". Pra Amy, nós somos imortais. Mas mais imortal que isso é esse amor que une a banda e seus fãs, tão fiéis, depois um longo tempo sem álbum nenhum. Mas a espera valeu a pena. E neste domingo, os fãs foram recompensados com, sem sombra de dúvidas, o melhor show de suas vidas.
 

 

Evanescence - Porto Alegre 2012 FULL